Presild consome cerca de USD 600 milhões
07-11-2006 | Fonte: Angop
O Programa de Reestruturação do Sistema de Logística e de Distribuição de Produtos Essenciais à População (Presild) - Nova Rede Comercial, lançado hoje, em Luanda, vai consumir nos próximos cinco anos cerca de 600 milhões de dólares americanos, disse o vice-ministro do Comércio, Manuel da Cruz Neto.

O Presild, uma iniciativa presidencial, visa facilitar a oferta e o acesso aos produtos básicos à população, através de mercados abastecedores (em construção) nos principais pontos de distribuição de produtos de todo o país.

Para a concretização deste programa, o Governo vai construir 31 estabelecimentos comerciais em todo país, denominado Supermercados Nosso Super, a começar pelas províncias de Luanda com quatro unidades e outras seis nas províncias de Cabinda, Benguela, Bié, Huíla, Huambo e Malanje, podendo empregar mais de seis mil e 400 pessoas.

Com um período de implementação de cinco anos, o programa inclui a edificação de 10 mil estabelecimentos para a actividade de pequeno retalho e criará mais de 83 mil empregos directos e indirectos. Até 2012, perspectiva-se a construção de 163 mercados municipais urbanos, suburbanos e rurais em todo o país e prevê criar mais de 74 mil empregos directos e indirectos.

No tocante ao mercado grossista, o projecto criará a partir do próximo ano oito Centros de Logística e Distribuição (CLODE), destinado à comercialização a grosso, principalmente dos produtos de largo consumo diário.

As províncias de Luanda e Malanje terão os seus centros logísticos a funcionar a partir de 2007, em 2008 nas regiões de Benguela e Huíla, 2009 Huambo e Bié, enquanto em 2010 as províncias do Kwanza Sul e Uíge.

Estes centros de aprovisionamento poderão criar 23 mil e 500 empregos directos e indirectos.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação