TAAG vai adequar padrões da União Europeia
05-07-2007 | Fonte: RNA
A Transportadora Aérea Angolana (TAAG) vai adequar os seus procedimentos de navegação aos padrões de segurança exigidos pela União Europeia, disse hoje, em Luanda, o vice-ministro dos Transportes para Aviação Civil, Hélder Preza (na foto).

Ao falar à Rádio Nacional de Angola (RNA), a propósito da decisão da Comissão Europeia em incluir a TAAG na “lista negra” das companhias proibidas a operar no espaço aéreo europeu, o governante explicou que o sector está engajado para que a TAAG venha a operar dentro das normas de segurança internacionalmente aceites.

"Estamos determinados em fazer tudo para que, no mais curto espaço de tempo, a TAAG se possa conformar com estes padrões de segurança e que os passageiros possam viajar tranquilamente e a companhia possa ser retirada da lista negra”, assegurou.

O Comité Técnico de Segurança Aérea da União Europeia, disse, poderá realizar a sua próxima reunião em Outubro ou Novembro e a esta altura as autoridades angolanas vão submeter o seu caso para ser revisto, na perspectiva de retirarem a companhia angolana da sua lista.

De acordo com o vice-ministro, estão a ser mantidos contactos com a União Europeia para se saber que passos devem ser dados no sentido de ultrapassar esta situação “Não temos ainda detalhes dos passos a serem dados, mas acredito que teremos no mais curto espaço de tempo e, em função disso, vamos accionar mecanismos para que possamos cumprir com aquilo que a União Europeia vai estabelecer”, explicou.

Relativamente as companhias europeias que voam para Luanda, disse existir acordos bilaterais entre países, os quais são instrumentos jurídicos que permitem ao Estado angolano designar a TAAG para operar nestes países e, por sua vez, estes indicam as suas companhias para operar em Angola.

Acrescentou que se Angola for notificada por algum país europeu com o qual possui acordo, as autoridades nacionais vão reunir e procurar equacionar soluções e, em função dos resultados do encontro, reagir.

A Comissão Europeia decidiu quarta-feira incluir a TAAG na "lista negra" de companhias proibidas a operar no espaço aéreo europeu, por razões de segurança, entrando tal medida em vigor a partir de sexta-feira, dia da publicação no jornal oficial das comunidades europeias.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação