Unita ainda tem armas escondidas, diz Kundy Payhama
12-02-2008 | Fonte: LAC/Apostolado
O Ministro angolano da Defesa Kundy Payhama (na foto), acusou esta terça-feira a UNITA de ainda manter armas escondidas com a pretensão de as usar durante as próximas eleições agendadas para Setembro próximo.

Em entrevista à Rádio Luanda Antena Comercial, Payhama enalteceu os antigos militares do exercito FAPLA, ao qual também pertenceu, referindo que estes se possuem armas não será para as utilizar contras as populações.

“Acho hoje que um ex Fapla se tem arma em casa é para a caça, não é para fazer mal a ninguém porque as FAPLA nunca investiram contras as populações”.

Mas sobre o antigo exército da UNITA levantou sérias dúvidas. “Agora se de facto falarmos da outra parte que é a UNITA, e um dia temos que falar mesmo, sobretudo, quando vier a altura de campanha. Há coisas que têm que ser de uma forma terra-a-terra. Acho que os que não entregaram as armas eu aí posso suspeitar de alguma coisa porque se nós tivemos acordos todas as armas deveriam ter sido entregues”.

Kundy Payhama foi claro. “Mas também há outra verdade, ainda hoje se está a descobrir esconderijos de armas. Eu tenho muitos dados na qualidade de Ministro da defesa e mesmo na minha qualidade de político, porque ando muito também, mas que não posso revelar publicamente.

O Ministro da Defesa acredita piamente que alguns dirigentes da UNITA, bem identificados, ainda alimentam objectivos de retorno à guerra.

“Os que intimidam estão lá, eu conheço dois pelo menos, conheço dois da UNITA que andam a dizer isto, que se perder a guerra vocês vão ver, mas isto é para as pessoas não votarem, ficarem com medo, como aconteceu no Bié. As pessoas votaram e quando chegaram aqui disseram! – camarada Payahama não diga que somos traidores porque votamos forçados, mas nós sabemos quantos militantes temos no Bié”, salientou.

Kundy Payhama ressaltou também que muita coisa ainda vai ser revelada, mas em momento certo para não espantar a caça.

“Ou nas eleições ou antes, depois também não dá, mas não se pode espantar a caça, porque as pessoas têm que compreender que todos nós pensamos, não é suficientes só estarmos a fazer retóricas e sofismas porque todos nós pensamos”, acrescentou.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
Quais os motivos que levaram Angola a obter resultados negativos na corrida ao CAN 2015
  • Os adversários são mais fortes
  • Falta jogadores de qualidade
  • Problemas administrativos
  • Equipa Técnica