Líder da UNITA reconheceu especificidade cultural e tradicional da província de Cabinda
01-06-2008 | Fonte: Lusa
O presidente da UNITA, maior partido da oposição angolana, reconheceu hoje em Cabinda a especificidade cultural e tradicional da província e prometeu ter em conta essa realidade quando o partido for governo em Angola.

Num comício realizado hoje ao fim do dia na cidade de Cabinda, Isaías Samakuva lembrou, no entanto, que a UNITA defende no seu programa eleitoral que Angola é constituída por diversos povos, com particularidades na sua tradição e cultura, mas todas as 18 províncias constituem a nação angolana.

Na ocasião, quando o líder da UNITA se dirigiu às cerca de 600 pessoas que assistiram ao comício, lembrando que Angola já não está em guerra, apelando agora à criação da paz social, depois de conquistada a paz militar, ouviu dos presentes um clamoroso: "Cabinda ainda está em guerra".

Perante isto, Isaías Samakuva sentiu-se na obrigação de explicar que mais importante que uma decisão politica é a garantia de que a UNITA dá a maior importância às particularidades de cada uma das províncias angolanas.

Durante o dia de hoje, o segundo daquela que foi a primeira visita de um líder da UNITA a Cabinda desde a independência, em 1975, Isaías Samakuva deslocou-se ao interior da província para contactos com as estruturas locais do partido e militantes.

O encontro que Samakuva chegou a ter agendado para sábado com o bispo de Cabinda, D. Filomeno Vieira Dias, e que foi adiado, vai realizar-se ainda hoje.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
Quais os motivos que levaram Angola a obter resultados negativos na corrida ao CAN 2015
  • Os adversários são mais fortes
  • Falta jogadores de qualidade
  • Problemas administrativos
  • Equipa Técnica