PUBLICIDADE
Faculdade de Medicina de Malanje pode nascer em 2009
10-07-2008 | Fonte: MultiPress
A província de Malanje poderá contar a partir de 2009 com a primeira Faculdade de Medicina, anunciou recentemente o vice-governador para a esfera económica e social, Gaspar Neto.

Gaspar Neto precisou que enviados da Secretaria de Estado do Ensino Superior, a Malanje, depois de um encontro com as autoridades locais, exigiram a criação de infra-estruturas que alberguem 60 alunos, uma sala para aulas, outra para informática, laboratório, anfiteatro e biblioteca.

O quadro docente será assegurado por seis professores de nacionalidade cubana e à semelhança de Cabinda e de Benguela, a implantação da futura instituição pública do ensino superior nesta província, é resultado da assinatura do convénio rubricado em Havana, entre os Governo das Repúblicas de Angola e de Cuba, aquando da visita do presidente José Eduardo dos Santos àquela ilha caribenha.

«O arranque nas províncias de Malanje, Bié, Huíla e Huambo está dependente de um conjunto de exigências a cumprir para a implementação deste projecto, e eu posso aqui em breves palavras dizer o que é que os governos provinciais têm de fazer para que a implementação da faculdade de medicina seja um facto. Ela vai arrancar com 60 alunos, portanto o requisito número 1; 60 alunos, teremos 6 professores cubanos, serão necessárias duas salas de aulas com a capacidade de cada uma delas para 30 alunos, duas salas com computadores, tanto cada sala com 15 computadores, a razão de 1 computador para 2 alunos e mais um computador para o professor com Internet e intranet instalados; um anfiteatro com capacidade para 60 alunos, um laboratório com 30 microscópios e outro material inerente à actividade do curso de medicina, uma sala de professores, lavabos, tanto para professores como para alunos e uma biblioteca oferta do Governo da República de Cuba».

O vice-governador Gaspar Neto, falando em conferência de imprensa, garantiu que mais faculdades surgirão na província de acordo com as prioridades.

«As pessoas interrogam-se mas só medicina? Bom! Nós temos vindo a trabalhar, este é um processo que já vem de uns tempos a esta parte. E aproveito aqui a oportunidade para apelar a juventude malanjina que está muito ávida de ensino superior que é perfeitamente compreensível. Este executivo também anda muito preocupado».

O projecto de expansão das faculdades de medicinas não é o único, a província de Malanje contará com faculdades de outras ciências, dentro da criação do Campus Universitários regionais.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
Quais os motivos que levaram Angola a obter resultados negativos na corrida ao CAN 2015
  • Os adversários são mais fortes
  • Falta jogadores de qualidade
  • Problemas administrativos
  • Equipa Técnica