Angola vai relançar produção de açúcar
19-01-2009 | Fonte: Jornal de Angola
O ministro da Indústria, Joaquim David, garantiu sexta-feira última na comuna do Dombe Grande, a 65 quilómetros do município da Baia Farta, província de Benguela, que Angola poderá relançar a produção de açúcar no país.

Joaquim David, que falava à imprensa aquando da sua visita à açucareira “4 de Fevereiro”, salientou que existem contactos com investidores nacionais e estrangeiros interessados em relançar a produção de açúcar em diversas regiões do país, pelo que num futuro breve Angola poderá exportar açúcar.

O ministro anunciou que a paralisação completa da açucareira “4 de Fevereiro” deveu-se ao facto das máquinas se encontrarem em estado obsoleto e a região não possuir condições exigidas pelos investidores; uma área de mais de 20 mil hectares para a plantação de cana-de-açúcar.

Relativamente aos três mil e 500 ex-trabalhadores da açucareira, Joaquim David assegurou que vai negociar com os ministérios da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) e das Finanças, no sentido de viabilizar a reforma dos trabalhadores de maior idade.

Segundo o ministro, as parcelas de terreno que serviram de plantação de açúcar no Dombe-grande servirão para a plantação da banana, aventando a hipótese de ser instalada uma indústria de concentrado de tomate na região.

A açucareira “4 de Fevereiro”, considerada a maior infra-estrutura industrial do género do país, foi fundada nos anos 50 e paralisou na década de 80 devido à degradação dos seus equipamentos.

Durante três dias, Joaquim David visitou o perímetro agrícola do Dombe-Grande, o projecto madeira brava e o Centro de Distribuição do Programa de Reestruturação do Sistema de Logística e Distribuição de Produtos Essenciais à População (Presild), na povoação do Luongo, comuna da Catumbela, município do Lobito.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário