Mário Pinto de Andrade considerado um pilar da independência
21-08-2009 | Fonte: Angop
O nacionalista Mário Pinto de Andrade (na foto), foi considerado como um dos pilares da Independência de Angola, contribuindo com o seu saber e persistência na luta contra o colonialismo.

O reconhecimento é do director do Centro de documentação do MPLA, Artur da Silva Júlio, quando dissertava, esta sexta-feira, 20/08, em Luanda, sobre o percurso do nacionalista, durante a conferência realizada por ocasião do seu 81º aniversário natalício.

Por isso, disse, a memoria do nacionalista ficará para sempre nos anais do país e o sempre será evocado.

Por seu turno, Carlos Moore Wedderburn, etnólogo e analista, fez um historial sobre a actividade de Mário Pinto, fazendo referência do relacionamento entre ambos em Paris, França.

Nascido em 21 de Agosto de 1928, no município do Golungo Alto, província do Kwanza Norte, Mário Pinto de Andrade fez os estudos primários e secundários em Angola entre 1929 e 1947, seguindo no ano seguinte (1948) para Portugal, onde formou-se em Filologia Clássica na Faculdade de Letras de Lisboa.

Entre 1949 e 1952, juntamente com Agostinho Neto, Amílcar Cabral, Francisco José Tenreiro, Alda Espírito Santo, entre outras figuras da época, Mário Pinto de Andrade promoveu actividades culturais, na então Casa dos Estudantes do Império, no Clube Marítimo e no Centro de Estudos Africanos, em Lisboa, sob o signo da "redescoberta" de África.

Durante a cerimónia de homenagem, foi apresentado o espólio documento de Mário Pinto de Andrade e entregue uma cópia digital ao arquivo Histórico Nacional de Angola.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação