Diarreia é a terceira causa de mortalidade infantil em Angola
21-03-2010 | Fonte: Panapress
A diarreia constitui a terceira principal causa de mortalidade infantil em Angola, especialmente nos cinco primeiros anos de vida, revelou em Luanda um alto funcionário das Nações Unidas.

De acordo com o chefe do departamento de Água, Saneamento e Higiene das Nações Unidas, Antero de Pina, a diarreia, que vem logo a seguir à malária e ao paludismo, mata anualmente 20 mil crianças angolanas ou perto de 50 por dia.

Antero Pina, deu a infirmação durante apresentação do tema "O Impacto da Qualidade da Água na Saúde das Crianças", inserido num ciclo de palestras promovidas pelo Ministério angolano da Energia e Águas. Esclareceu que as zonas rurais e periurbanas são as de maior impacto, devido ao pouco tratamento dado à água.

A transportação de água por cisternas nas zonas suburbanas de Luanda tem sido, segundo ele, uma das principais vias de proliferação da doença, devido aos poucos cuidados dos proprietários das mesmas em efetuar a cloração.

Segundo os dados disponíveis, a lista dos países com mais casos de mortalidade infantil por diarreia é liderada pela Índia, onde se estima que morram, por ano, 390 mil crianças por doenças associadas à diarreia. Em seguida estão a Nigéria, a República Democrática do Congo, a Etiópia e o Afeganistão.

Em todo o mundo, o mês de março é dedicado a acividades, celebrações e reflexões sobre o uso sustentável e consciente da água.

A Organização das Nações Unidas (ONU) orienta o Dia Mundial da Água 2010 para a qualidade da água, com o objetivo de mostrar que, na gestão dos recursos hídricos, a qualidade desse recurso é tão importante cquantoa quantidade.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação