Mais de 70% da população angolana vive em habitações impróprias
19-08-2010 | Fonte:
Cerca de 78,5 porcento da população angolana vive na área urbana em habitações construídas com material inadequados (adobo, latas e outros), segundo o Inquérito Integrado sobre o Bem-Estar da População (IBEP), apresentado Quinta-feira,19/8, em Luanda. O inquérito faz alusão a indicadores como habitação e ambiente, educação, fecundidade e mortalidade, saúde geral, trabalho infantil, despesas, desigualdade e pobreza. Em relação à população, refere que o país apresenta um número elevado de mulheres em todas as faixas etárias, alta taxa de natalidade e mortalidade e um défice de homens na faixa entre os seis e os 50 anos.A proporção da população urbana com acesso a electricidade representa 66,3 porcento, na área rural é de 8,6.

O inquérito refere que o percentual da população com acesso à água apropriada para beber está abaixo do desejado, representando apenas 42 porcento e destes apenas 33,3 % trata de forma apropriada o líquido para beber.

Na zona urbana, 7, 6 porcento têm acesso a computador e Internet e na área rural é de 0,2 %.

De acordo com o inquérito, a nível nacional 58,3 porcento da população rural está na linha de pobreza, e 18,7 da área urbana.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação