Imobiliária da Sonangol gere novas centralidades
28-09-2010 | Fonte: Jornal de Angola
A Sonangol é a promotora das novas centralidade que vão nascer em todo país. O Presidente da Repúblicade Angola, José Eduardo dos Santos, anunciou ontem, em Luanda, a transferência das novas centralidades do Kilamba Kiaxi, Zango e Cacuaco, em Luanda, do Gabinete de Reconstrução Nacional (GRN) para a empresa Sonangol Imobiliária.

O Chefe do Executivo, que falava durante uma visita à Nova Centralidade do Kilamba Kiaxi, informou que a Imobiliária da multinacional angolana vai cuidar de todas as matérias relacionadas com o desenvolvimento do projecto e com a venda dos espaços e edifícios das centralidades projectadas para Cabinda, Kuando-Kubango e Dundo.

Essa decisão, explicou com o Presidente José Eduardo dos Santos, insere-se num “conjunto de medidas que tem a ver com a transferência de todas as responsabilidades” que cabiam ao Gabinete de Reconstrução Nacional, no quadro da execução de vários projectos do Estado referentes à reabilitação de infra-estruturas e edificação de novas centralidades.

O Presidente da República anunciou, igualmente, a transferência do Gabinete de Reconstrução Nacional para outras entidades que vão desenvolver projectos de construção de infra-estruturas rodoviárias, ferroviárias e de reabilitação de infra-estruturas sociais.

O Presidente da República reconheceu que o Gabinete de Reconstrução Nacional (GRN) "desempenhou um papel central e fundamental no quadro da reconstrução nacional", relançou projectos de reabilitação dos caminhos-de-ferro, actualmente em fase bastante adiantada, e "cuidou da reabilitação e construção de vias rodoviárias estratégicas" nacionais.

A Sonangol fica igualmente com a responsabilidade da Zona Económica Especial (ZEE) de Luanda-Bengo. Para este projecto, o Presidente da República defendeu uma "articulação com a centralidade do Kilamba Kiaxi" e disse esperar que, das cerca de 70 unidades fabris instaladas na ZEE, pelo menos 14 mil pessoas venham a conseguir postos de trabalho.

O desejo do Chefe do Executivo é que a nova centralidade do Kilamba Kiaxi seja "um modelo", com os serviços necessários para que seja útil ao desenvolvimento do país, com espaços administrativos e sociais condignos. José Eduardo dos Santos esclareceu que o Estado vai recorrer a especialistas estrangeiros para assessorar quadros angolanos na "concepção de um modelo de gestão e organização" daquela centralidade, para evitar os problemas que Luanda vive actualmente.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário