Polícia detém jovem por tentar vender carne de cão
03-04-2012 | Fonte: Angop
O comando da Polícia Nacional na província do Bié deteve hoje, no bairro Tchissindo, arredores do município do Kuito, um jovem de 18 anos de idade, acusado de tentar vender carne de cão, que faria passar por carne de cabrito.

Segundo o porta-voz da corporação, super intendente chefe António Hossi, a detenção derivou da colaboração da família do prevaricador, que fez a denuncia.

Explicou que os agentes da polícia surpreenderam-no, tendo acrescentado que já receberam outras queixas de casos do género, mas nunca tinham detectado a infracção.

Referiu que a acção envolveu ainda um cidadão de nacionalidade congolesa, que está foragido da justiça. O comando da polícia no Bié trabalha para o encontrar.

Confirmou ser um caso evidente e real, jamais visto na cultura angolana, assegurando que a corporação continuará a fazer operações, para desencorajar actos do género.

Alertou a população local e do país em geral a ter cuidado quando relacionar-se com cidadãos de outras nacionalidades e países vizinhos, sobretudo nos seus hábitos alimentares, que são muito diferentes do costume angolano.

Por sua vez, Ivom Munare Delami, o acusado, de nacionalidade angolana, argumentou que o cão atacava os vizinhos e outras pessoas, daí ter tido a ideia de livrar-se do animal.

Disse ter oferecido ao vizinho, pelo facto de ter a fama de que se alimentava de cães.

“Ele mandou-me trazer o cão e assim o fiz, tendo o sacrificado com uma arma branca. Feito o trabalho, ofereceu-me uma bebida (whisky), que consumi até embriagar-me. O vizinho deixou-o em sua casa e foi comprar alho para o tempero do bicho”, esclareceu.

“Enquanto aguardava pelo dono de casa, fui surpreendido pela polícia, acusado de pretender comercializar carne de cão.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação