«A poligamia não é tipicamente africana», diz Arcebispo de Luanda
25-05-2012 | Fonte: Apostolado
O Arcebispo de Luanda, Dom Damião Franklin disse numa homilia recente, (domingo, 20/5), que “a poligamia não é tipicamente africana”.

“Está provado, de uma forma científica, que a poligamia não é tipicamente Africana. A poligamia entrou em África, depois de um “x” tempo, mas não originariamente africana como alguns dizem”, disse o Prelado

Acrescentou que a poligamia (homem com várias mulheres) ou poliandria (uma mulher com vários maridos), em África, infelizmente, deriva das condições socioeconómicas.

“Há necessidade de se combater isto. A unidade e a indissolubilidade matrimonial são uma das condições bastantes sérias” - defendeu.

O Arcebispo metropolitano questionou o futuro e a perspectiva das famílias. “Não sou eu que respondo, a própria doutrina da Igreja”, frisou.

O Prelado aconselhou a família para continuar a ser o santuário da vida, ser coesa e primar pela defesa da vida.

“Sem as famílias, o país desce ou perde população. Sem famílias boas, a sociedade perde bons cidadãos, bons filhos de Deus e é o país que também perde”, concluiu Dom Damião Franklin.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação