Consumo de bebibas alcoólicas em Angola é preocupante, dizem peritos
10-01-2013 | Fonte:

Oitenta e cinco porcento dos angolanos precisam de acompanhamento psicológico, por causa do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, defende o psicólogo social Carlinhos Zassala.O especialista pensa ser urgente a tomada de uma posição extrema por parte do executivo, para se inverter este estado de coisas.

As razões para o alto consumo são várias e vão desde a falta de emprego à pressão social quando se sai com amigosA situação 'e tão grave que ninguém deve ficar indiferente ao assunto adverte a jornalista Suzana Mendes.

“É uma questão que deve preocupar todo angolano, o nível de consumo de bebidas alcoólicas em todo país 'e cada vez maior,” disse. A jornalista considera ainda que o baixo custo que das bebidas alcoolicas funcionam é umincentivo ao seu consumo.

“Uma cerveja continua a ser mais barata do que um quilo de arroz,” disse.“O álcool acaba por ser mais barato que o pão que tem que se comprar para toda a família,” acrescentou.

A jurista Ana Paula Godinho associa o consumo de bebidas alcoólicas ao aumento “Na maior parte dos crimes cometidos hoje em Angola os executores estão alcoolizados ou drogados,” disse a jurista que advogou um programa pra incentivar o consumo de bebidas não alcoólicas, como o leite, entre os jovens
 

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário
A CASA de Abel Chivukuvuku:
  • Vai reforçar a prática da democracia
  • Não vai trazer nada de novo
  • Vai retirar eleitorado ao MPLA
  • Vai retirar eleitorado a UNITA
  • Vai retirar eleitorado ao MPLA e a UNITA