Chevron-Texaco na vanguarda da “angolanização” da força de trabalho
03-04-2004 | Fonte: Voz da América
A direcção de ChevronTexaco afirma-se apostada em substituir de forma paulatina a força de trabalho expatriada por quadros nacionais num programa a que denomina de “Angolanização”.

Fruto desse processo 87 por centro dos postos de trabalho são actualmente ocupados por nacionais estando reservado para estrangeiros apenas 13 por cento dos lugares disponíveis.

Em Malongo toda a direcçao de operações da empresa é composta por quadros angolanos, um feito considerado ímpar em toda a história daquela multinacional em Angola .

À propósito, o director de operações do maior produtor de petróleo em Angola, Daniel Rocha, disse em Malongo que uma boa parte da actual força de trabalho angolana foi recrutada em Cabinda representando mais de 80 por cento .

“Cabinda hoje dispõe da uma força de trabalho com bom nível de qualificação para as nossas operações. Faz sentido nós recrutarmos a força de trabalho local do que irmos buscar pessoas mais distantes. Continuamos a prioridade a capacidades das pessoas fazerem o trabalho e o mercado de trabalho tem correspondido muito bem.”

Outra aposta do consórcio Cabinda Golf Oil Company , segundo Daniel Rocha tem a ver com o aproveitamento do gás de estufa, que actualmente é queimado por falta de mercado.

A associação Chevron Texaco e Sonangol e outros parceiros segundo, Daniel Rocha, investiram nesta demanda cerca de mil milhões e meio de dólares. Dois mil e seis é o ano apontado para o arranque da obra.

“A quantidade de compressores e o número de cavalos-vapor de potência instalada e a própria instalação do processo são um grande desafio e estamos em crer que será um passo significativo.

Nós vamos reduzir dramaticamente a queima de gás nas áreas B e C e depois numa fase seguinte temos um projecto similar para a nossa área das águas rasas onde até 2006 contamos eliminar as tochas que ainda se vêm.”

A presença da Chevron-Texaco em Angola data da década de 1930 altura em que foram produzidos pela primeira vez produtos de marca Texaco. Em 1958 a Cabinda Golf Oil Company abriu o primeiro poço em terra na Terra Vermelha.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação