Lunda Sul: Catoca opta por uma gestão inteligente e rigorosa
02-01-2017 | Fonte: Angop
A Sociedade Mineira de Catoca (SMC), maior empresa diamantífera de Angola, vai no presente ano optar por uma gestão inteligente e rigorosa, para garantir uma elevada eficiência operacional, através de medidas que vão desde importantes investimentos na produção.

Na mensagem dirigida aos trabalhadores, enviada hoje, domingo, à Angop, o diretor-geral da Sociedade Mineira de Catoca, Serguei Amelin, disse que para alcançar este desiderato uma atenção será dada a optimização e melhoria contínua nos diversos processos operacionais e formação permanente dos quadros.

Serguei Amelin disse que a empresa vai igualmente engajar-se na montagem da linha de produção do moinho 3 da Central de Tratamento II, intensificação dos trabalhos de operacionalização da chaminé 42, dentre outras.

“ Tendo herdado de uma conjuntura crítica dos anos anteriores, o ano 2016, desde o seu início trouxe inúmeras dificuldades que se foram agudizando ao longo dos meses, caracterizados por factores externos, não controláveis, tais como a degradação do ambiente económico mundial, os constrangimentos e a desaceleração da economia angolana, cujas consequências negativas para a empresa foram os baixos preços de compra dos nossos diamantes inferiores aos projectados no orçamento”, disse.

Segundo ele, a subida dos preços dos equipamentos, dos materiais e dos serviços de que Catoca necessitou, o aumento do preço dos combustíveis e da carga fiscal, foram entre outros desafios enfrentados pela empresa em 2016.

Outrossim, prosseguiu, ao nível interno, aumentou a complexidade dos problemas resultantes do aprofundamento da mina, diante do imperativo vigente de redução dos custos aos níveis solicitados pelos sócios.

“Perante esse tão adverso cenário, assumimos o desafio de aproveitar todo o potencial disponível e implementar estratégias de gestão inteligentes e rigorosas, para garantir uma elevada eficiência operacional, através de medidas que vão desde importantes investimentos na produção e o engajamento na montagem da linha de produção do moinho 3 da central de tratamento II”, sublinhou.

A Sociedade Mineira de Catoca Lda é uma Empresa angolana de prospecção, exploração, recuperação e comercialização de diamantes, constituída pela Endiama (Angola), Alrosa (Rússia) LLV (China) e Odebrecht (Brasil).
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação