Industriais apostam em incentivos fiscais para combater assimetrias regionais
08-02-2017 | Fonte: Angop
O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, defendeu, terça-feira, maior incentivo fiscal aos empresários que apostam nas províncias fora do litoral, para expandir os investimentos do sector agro-industrial a essas regiões e combater as assimetrias regionais.

Ao falar à margem do I Conselho Consultivo Alargado do Ministério da Indústria, José Severino afirmou que é fundamental inverter a actual tendência em que grande parte dos investimentos do sector industrial estão localizados nas províncias de Luanda e Benguela, que se situam no litoral.

Na óptica do industrial, essa tendência contraria o processo de industrialização em curso no país e, consequentemente, a sua contribuição no fortalecimento da economia nacional.

O presidente da AIA afirmou que existir grande potencial ao nível das regiões em causa, mas ainda deve haver maior articulação entre o Governo e o sector privado, no sentido de se ultrapassar as dificuldades com que os investidores destas parcelas do país se deparam para instalar os seus projectos.

Disse que as dificuldades vão desde o capital financeiro, humano e aos meios circulantes.

Já o presidente da Associação das Industrias de Panificação e Pastelaria de Angola (AIPPA), Gilberto Simão, pediu o reforço do financiamento às indústrias de panificação, por forma a ser dominada por angolanos.

Reafirmou que já foi definido um plano de acção para a aquisição de equipamentos industriais dirigidos, que será remetido ao Governo angolano para avaliação, posterior aprovação e materialização.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário