Lançamento do satélite vai permitir o aumento das infraestruturas de telecomunicações
15-02-2017 | Fonte: Angop
O director nacional das Telecomunicações, Eduardo Sebastião, admitiu terça-feira, em Luanda, que a concretização do lançamento do primeiro satélite nacional vai permitir o aumento das infra-estruturas de telecomunicações e facilitar os serviços oferecidos à população.

O responsável fez este pronunciamento durante a visita da delegação da SADC as instalações do INFRASAT, referindo que este é o ganho que se espera que aconteça do ponto de vista de economia a nível do país, uma vez que todos os outros serviços vão beneficiar do facto de se estar a lançar o satélite.

Salientou que a visita dos membros da SADC serviu para que eles pudessem avaliar o estado de prontidão que existe em relação ao projecto, a fim de que possam transmitir aos outros países o que está a ser feito em Angola.

Acrescentou que o outro objectivo é de divulgar a existência do satélite a nível da SADC, não só do ponto de vista político mas também comercial para que se possa vender a capacidade nacional nos países membros.

Explicou que com esse lançamento a comunidade dos países da SADC vai ganhar muito em termos de cobertura de comunicação nos próximos tempos, uma vez que existem países grandes, pequenos e outros chamados países encravados que não têm acesso ao mar, e que poderão ter garantia de maior cobertura a nível dos seus territórios.

Por sua vez, responsável para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação da SADC, Cecília Mamelode, considerou a visita muito importante para o programa regional da SADC, por haver um programa em curso que prevê a partilha de comunicações entre os membros.

Referiu que o objectivo especial dessa missão foi para perceber o que Angola tem estado a fazer nesse ramo, e passar a informação aos membros da SADC sobre o Angosat.

Disse que o maior problema hoje com a SADC é o acesso a comunicação e o Angosat virá dar solução a um problema antigo, na facilitação de projectos de educação a distância, telemedicina e outros, uma vez que o lançamento do satélite está próximo.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário