Escolha de João Lourenço representa a melhor opção
15-02-2017 | Fonte: Jornal de Angola
A indicação de João Lourenço para candidato do do MPLA ao cargo de Presidente da República nas próximas eleições gerais dispensa comentários, considerou ontem, no Lobito, o político e nacionalista Jorge Valentim.

Com a não candidatura do Presidente José Eduardo dos Santos, disse, a indicação de João Lourenço representa a melhor opção do MPLA para as próximas eleições, tendo em conta as qualidades do actual ministro da Defesa Nacional. Numa forma de mostrar que o também vice-presidente do MPLA é oriundo de uma família que sempre se bateu pela liberdade dos angolanos, Jorge Valentim referiu que os pais de João Lourenço foram “activos e valiosos nacionalistas” que deram uma importante contribuição à luta pela Independência Nacional.

“Ainda tenho na memória o filme da grande manifestação de solidariedade para com os nacionalistas na estrada principal da Canata, desde a Igreja Evangélica do Lobito, até à Estação do CFB, época em que a alimentação dos nacionalistas saía das casas das famílias angolanas do bairro para as cadeias repressivas portuguesas”, frisou.

O político rendeu uma singela homenagem a todos os nacionalistas que naquela época da história de Angola tomaram uma posição firme contra o colonialismo português de António de Oliveira Salazar e Marcelo Caetano.

Jorge Valentim falou ainda sobre o processo de paz e reconciliação nacional no país, que, segundo ele, constitui uma grande vitória de África no mundo. O político considerou que os angolanos devem sentir-se orgulhosos pelas conquistas alcançadas.

Mobilização no Bié

O MPLA no Bié lançou ontem, no Cuito, um desafio aos militantes do partido para a mobilização massiva de apoio a João Lourenço, candidato do MPLA ao cargo de Presidente da República nas eleições gerais de Agosto próximo.

De acordo com o primeiro secretário do partido na província, Boavida Neto, que lançou o desafio durante um encontro com os membros do comité provincial do MPLA no Bié, primeiros secretários municipais, responsáveis dos distintos comités de acção e de sectores do partido, é necessário que os militantes da OMA, JMPLA e do MPLA tenham a dignidade de demonstrar a idoneidade do partido naquela circunscrição. Boavida Neto lembrou a trajectória política daquele que será a mais alta figura do partido nas eleições gerais.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário