Advogado liderava na cadeia tráfico internacional de droga
17-02-2017 | Fonte: JA
Um advogado, que se encontrava preso na cadeia de Viana, onde cumpria uma pena por abuso de confiança, liderava uma rede internacional de drogas com ramificações em Angola e no Brasil. O advogado, identificado como Higino Duarte, é um dos cinco indivíduos que estão a ser julgados, desde terça-feira, pelo Tribunal Provincial de Luanda por tráfico internacional de drogas.    
 
Higino Duarte, de acordo com o despacho de pronúncia, citado ontem pela Angop, monitorizava a rede, por via telefónica, a partir da cadeia de Viana, e é considerado o principal cabecilha do grupo, integrado por Ndala Falcão Moisés, Maria Isabel da Costa, Abraão Chivala e Pascoal Aniché, o último dos quais de nacionalidade nigeriana.
 
Em Maio do ano passado,  Higino Duarte orientou, a partir da cadeia,  o co-réu Ndala Moisés para se deslocar à cidade brasileira de São Paulo, de onde traria para Luanda uma porção de droga.
 
No regresso a Luanda, nove dias depois, o co-réu foi detido pela Polícia Nacional no Aeroporto Internacional "4 de Fevereiro" em posse de um quilo e 484 gramas de cocaína, dissimulado numa mala de viagem.
 
 
 
 
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário