PCA da Sonangol ressalta cooperação com ExxonMobil
07-03-2017 | Fonte: Angop
As relações de cooperação e operações em Angola da petrolífera americana ExxonMobil foram ressaltadas esta segunda-feira, em Houston (EUA), pela presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Isabel dos Santos.

Em declarações à imprensa, no final do encontro que manteve com o homólogo da ExxonMobil, Darren Woods, à margem dos trabalhos da Ceraweek, Isabel dos Santos destacou o trabalho da multi-nacional panhia em Angola.

Referiu que o encontro serviu para a análise de aspectos relativos à cooperação petrolífera, com destaque ao trabalho em curso que visa a redução de custos de produção do crude no país.

Isabel dos Santos salientou o facto da ExxonMobil ser uma das maiores produtoras de petróleo do mundo, em particular por ser operadora do Bloco 15, em Angoala, e manter uma importante presença no Bloco 32.

Segundo a líder da Sonangol, a ExxonMobil possui um parceria de longo prazo com a Sonangol e, neste sentido, estivemos a analisar vários aspecto do negócio, sobretudo no que se refere à questão da redução de custos.

Nestas abordagens, explicou, deu-se grande relevância à redução de custo. “É verdade que a ExxonMobil hoje é um dos operadores mais eficazes em Angola”.

Acrescentou que o encontro serviu para analisar novas oportunidades de negócio, novos negócios e áreas de investimentos.

Isabel dos Santos destacou o facto de a Ceraweek ser uma das reuniões mais importantes da indústria petrolífera, uma vez que nela estão presentes todos os líderes das maiores empresas petrolíferas do mundo.

Daí a grande importância. “Aqui discutimos não só a visão futura como também a questão dos preços, das operações, tecnologia e outras, tornando-se uma plataforma muito importante para que se crie novos negócios, novas relações e atrair novos investidores”.

Neste contexto, ressaltou a presença da Sonangol no evento como sendo fundamental, uma vez que nesta edição possui um papel de grande importância pelo facto de poder estar no pódio com outros representantes mundiais.

Em relação a sua intervenção na conferência, acrescentou que terça-feira será uma das convidadas entre os oradores principais e, nela, será importante partilhar a visão do Governo e Estado angolano sobre a transformação e reestruturação da Sonangol como pilar da economia angolana e a sua visão 20/30.

Deu a conhecer que, no evento, serão ainda discutidos vários tópicos que são de grande interesse, uma vez que tem havido muitas solicitações por parte das operadoras internacionais sobre a nova visão de reestruturação da Sonangol e o ambiente de trabalho no país.

Já em relação a estabilidade do mercado, disse que se tem verificado uma melhoria significativa dos preços do petróleo, “uma vez que, em 2016, estes subiram mais de 80 por cento, saindo de 25 dólares para os cerca de 55”.

Para Angola este valor é um preço razoável, na visão de Isabel dos Santos, apesar de, em alguns campos, ser necessários ainda a melhoria dos custos operacionais.

Ainda assim, esclareceu que isto tem permitido já, em grande parte, resultados positivo para a Sonangol e seus parceiros, assim como para o Estado angolano.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário