SIC responde Isabel dos Santos, mas não desmente cobrança «gananciosa»
09-06-2017 | Fonte: JN
Em declarações ao jornal português Negócios, fonte da SIC limitou­-se a declarar que a preocupação do canal português, detido pelo empresário Francisco Pinto Balsemão, se prende "essencialmente com a liberdade de informação e com a prestação de serviços de qualidade aos seus clientes".

Por isso, prosseguiu a mesma fonte, "não vai deixar-­se enredar em "tertúlias" nas redes sociais", desvalorizando assim a mensagem partilhada ontem, 8, por Isabel dos Santos no Twitter.

Segundo a empresária, a decisão da sua operadora de TV ZAP de retirar os canais SIC, nomeadamente a SIC Internacional e a SIC Notícias, da grelha de programação deveu-se à "ganância comercial" do empresário português Francisco Pinto Balsemão, dono da estação SIC.

Na sua publicação, Isabel dos Santos explicou que televisão portuguesa cobrou um milhão de euros anuais pela transmissão desses dois canais, valor que considera "demasiado caro" face aos preços praticados no mercado.

A empresária deu como exemplo os casos dos canais BBC e e Al Jazeera, cujos canais custam 33 mil e 66 mil euros, respectivamente.

Recorde­-se que os canais SIC Notícias e SIC Internacional deixaram de poder ser vistos em Angola na segundafeira, 5 de Junho, porque a operadora Multichoice decidiu juntar­se à ZAP na opção de os retirar da grelha de oferta.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário