Angola regista cerca de 170 casos por dia de violência doméstica contra a mulher
22-09-2017 | Fonte: Novo Jornal
As violações dos direitos humanos em Angola penalizam sobretudo as mulheres, que, em 2016, foram vítimas de 62 mil casos de violência doméstica, para além de sofrerem com a "alta taxa de mortalidade materno-infantil" que se verifica no país.

o ano passado, a violência doméstica contra a mulher repetiu-se em 62 mil situações, o que dá uma média de 170 casos de abusos por dia.

Os números fazem com que os direitos das mulheres sejam os mais violados no país, revelou a directora nacional dos Direitos Humanos em Angola, Ana Celeste Januário.

Falando na abertura das terceiras Jornadas da Cidadania, que terminam na sexta-feira e foram, organizadas para assinalar os 20 anos da organização não-governamental Mosaiko Instituto para a Cidadania, a responsável insistiu na ideia de que as mulheres são o grupo mais "castigado" do país.

"Se me perguntarem neste momento qual é a situação pior, o direito mais violado em Angola em matéria dos direitos humanos, olhando para esses dados, efectivamente teríamos de olhar e considerar a situação das mulheres, a par da alta taxa de mortalidade materno-infantil", assinalou Ana Celeste Januário, citada pela agência Lusa.

A directora nacional dos Direitos Humanos em Angola lembrou ainda que também as crianças são motivo de preocupação.

"As mulheres são o grupo que de alguma forma merece uma atenção especial, bem como as crianças, à luz dos altos índices de estatísticas, de casos de abusos, exploração e violência contra criança", avançou.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário