Angola: uma lista de craques que podiam representar a seleção
05-10-2017 | Fonte: O Jogo
Os Palancas negras só voltam a competir em jogos oficiais dia 11 de janeiro de 2018, data de início do CHAN. Prova que não tem confirmação do local onde será disputada, pois a Confederação Africana de Futebol (CAF) ainda não validou as condições de organização do Quénia, país inicialmente apontado como organizador do torneio.
 
 
Na próxima semana os angolanos não vão a jogo. As possibilidades seriam jogos particulares com Marrocos e/ou Namíbia, mas dado o Girabola se encontrar na sua reta final apenas se coloca a hipótese de a Seleção voltar a ter jogos particulares em novembro.
 
 
A Seleção angolana tem melhorado os seus resultados e isso reflete-se na subida do ranking em 2017. Mas longe da melhor posição alcançada em 1998, lugar 50. Curiosamente, resultado que foi conseguido durante a guerra civil. Atualmente ocupa o lugar 137.
 
 
No CHAN só podem atuar os jogadores que disputam competições africanas. Mas a lista de jogadores que pode representar a seleção principal, e que não o têm feito, é extensa e de um nível competitivo assinalável. Alguns exemplos:
 
 
Aurélio Buta - Royal Antwerp
Bruno Gaspar - Fiorentina
Danny da Costa - Eintracht Frankfurt
Hélder Costa - Wolverhampton
Jonas Ramalho - Girona
Manuel Benson - GENK
Núrio Fortuna - Charleroi
Tonny Vilhena - Feyenoord
Valentino Lázaro - Hertha
 
Alguns jogadores por apresentarem dupla nacionalidade ou por possivelmente terem problemas pendentes do passado continuam a não assumir a representação dos Palancas.Outros alcançaram o lugar em países diferentes, como William Carvalho e João Mário, ou mesmo Blaise Matuidi ao serviço da Seleção Francesa.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário