BNA decide manter taxa de juro a 16 por cento
06-11-2017 | Fonte: Angop
A taxa de juro base do Banco Nacional de Angola (BNA) vai manter-se a 16 por cento até finais de Novembro, com base numa decisão do Comité de Política Monetária do Banco Central, depois de ter avaliado os indicadores de crescimento económico, as contas fiscais e monetárias.

Na sua septuagésima segunda sessão ordinária, realizada nesta quarta-feira, a primeira presidida pelo governador José de Lima Massano, o Comité decidiu não alterar as taxas de juro de facilidade permanente de cedência de liquidez, fixada em 20 por cento ao ano, e de facilidade permanente de absorção de liquidez a sete dias, em 2,75 por cento ao ano.

De acordo com dados preliminares das contas monetárias, no mês de Setembro de 2017, o crédito à economia diminuiu 0,72 por cento, enquanto o crédito bruto ao Governo central (titulado e não titulado) aumentou 1,21 por cento.

Neste mesmo período, os depósitos do Governo no sistema bancário diminuíram 3,25 por cento.

Para a decisão do Comité de Política Monetária contou a evolução dos preços na economia nacional, tendo-se observado em Setembro uma inversão da inflação homóloga iniciada em Janeiro de 2017.

Contudo, em relação ao mesmo período do ano anterior, a inflação homóloga registou uma redução de 11,98 pontos percentuais.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, a inflação mensal em Luanda em Setembro foi de 2,54 por cento, contra 1,66 por cento no mês anterior.

A inflação dos últimos 12 meses situou-se em 27,46 por cento contra os 26,95 por cento registados em Agosto.

A taxa de juro, cujas variações podem servir para controlar a evolução da inflação, esteve fixada até Julho de 2014 em 8,75 por cento, após um corte, na altura, de meio ponto percentual, tendo em 2015 aumentado para 9 por cento. Depois, iniciou um ciclo de subidas, com três aumentos só em 2016.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação