Avaria na Central Térmica deixa cidade de Cabinda às escuras
11-11-2017 | Fonte: Angop

A cidade de Cabinda, arredores e a vila de Lândana estão há três dias às escuras, na sequência de uma avaria na Central Térmica de Malembo, principal fonte de produção de energia da província, fez saber hoje (sexta-feira) o director local da PRODE, Joaquim Silva. Em declarações à Angop, Joaquim Silva afirmou que essa situação, que prejudica as populações, está a merecer a atenção dos técnicos para a solução imediata do problema.

 

A fonte assegurou que, neste momento, há esforços e os trabalhos decorrem num ritmo acelerado para a solução da avaria.

 

"Estamos a trabalhar, arduamente, e todos os esforços estão a ser envidados pela equipa técnica da PRODEL para a reposição do fornecimento de energia eléctrica", referiu Joaquim Silva, sem avançar as causas que estão na base da avaria. Na Central Térmica de Malembo estão instaladas duas turbinas de 35 Megawatts cada e uma de 25 Megawatts.

 

 

O fornecimento de energia está a ser distribuído pela ENDE, parcialmente, através das fontes alternativas de Chibodo e de Santa Catarina.

 

 

O bairro Chiweca recebe parcialmente energia, enquanto os bairros Cabassango, Gika e Madombolo estão às escuras há três dias, bem como as zonas de Zongolo, de Tishiaco, de Tafe e do Lombo Lombo.

 

 

O director da ENDE em Cabinda, Simão Futy Goma, em breves declarações à Angop, hoje, sexta-feira, informou que a distribuição do produto está a ser feita em baixa produtividade pelas centrais de Chibodo e de Santa-Catarina, enquanto se espera pela solução da recuperação das fontes de produção, na Central Térmica de Malembo.

 

 

"A Central Térmica de Chibodo e de Santa Catarina estão a produzir, em baixa, para o centro da cidade e algumas áreas da zona sul, deixando a parte norte às escuras, devido a fraca capacidade de produção", disse Simão Gomes.

 

 

A Central de Chibodo produz 30 Megawatts, enquanto a de Santa Catarina 10 Megawatts.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação