Falta de meios técnicos dificulta combate à emigração ilegal
28-12-2017 | Fonte: Angop
A falta de meios técnicos de controlo tem estado a dificultar o combate à emigração ilegal no período nocturno nas fronteiras de Cassai Sul e Chiluange, município de Muconda, província da Lunda Sul.

O facto foi revelado quarta-feira, em Saurimo, pelo sub chefe de migração do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), Rui Venâncio, tendo realçado que fruto disso, muitos cidadãos da RDCongo aproveitam entrar de forma ilegal no país, sobretudo no período nocturno.

Denunciou igualmente que muitos cidadãos estrangeiros encontram residências e protecção por parte dos angolanos, que arrendam suas casas, sem a observância dos princípios da vigente Lei sobre esta matéria.

Para combater estes fenomenos, o oficial do SME - em colaboração com a Policia de Guarda Fronteira - disse que a Direcção desta força está a trabalhar com as autoridades tradicionais e lideres comunitarios, assim como a reforçar a fiscalização e vigilancia nas zonas fronteiriças.

Apesar da falta dos meios técnicos, segundo Rui Venâncio, o SME está, junto das comunidades, a incentivar os cidadãos a denunciarem todos angolanos que facilitarem a permanença ilegal ou arrendarem suas residencias à margem da Lei a estrangeiros.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário