Contacto com satélite já está restabelecido
29-12-2017 | Fonte: NJ
As estações de controlo de Baikonur, no Cazaquistão, e Rovobono Sport, na Rússia, restabeleceram, ontem, o contacto com o satélite angolano Angosat1, depois de mais de 24 horas sem sinal.
 
A informação foi avançada pelo secretário de Estado das Tecnologias de Informação, Manuel Gomes da Conceição Homem. Em entrevista à Rádio Nacional de Angola, o governante acrescentou que especialistas angolanos e russos trabalham para detectar as reais causas da perda do sinal do satélite Angosat1.
 
“As nossas equipas, russas e angolanas, estiveram a trabalhar, arduamente, para restabelecer o contacto com o satélite. É com alguma satisfação que anunciamos que o satélite voltou a estar em comunicação com a estação terrena. Naturalmente, continuam os trabalhos de conformação, de verificação da qualidade dos serviços. Mas o mais importante é que o Angosat1 está em órbita”, garantiu o secretário de Estado.
 
Manuel Homem considera ser normal a falta de contacto com Angosat1, neste período, porque é um satélite, enquanto infra-estrutura, que vai para um ambiente novo e é normal que pudesse ocorrer alguma situação anormal de adaptação ao ambiente.
 
 
“Os técnicos continuam a trabalhar, para identificar que razões levaram a esta interrupção. Todavia, é uma situação que se prevê não voltar a acontecer, embora seja sempre imprevisível que se diga que não voltará a acontecer”, esclareceu. 
 
 
O governante acrescentou que o momento exige bastante concentração e ponderação, necessários ao processo de conformação da infra-estrutura. “É, efectivamente, um processo crítico, no qual os técnicos estão bastante empenhados, de maneira a que possamos garantir que os serviços se restabeleçam com a qualidade para a qual foi desenhado o Angosat1”, esclareceu Manuel Homem.
 
 
Em relação à continuidade do processo, o dirigente frisou que Angola tem um centro de controlo e emissão de satélite. “Neste momento, a partir de Luanda, temos contacto com o Angosat1”.
 
 
Informações divulgadas pelos meios de comunicação do mundo confirmaram que os especialistas conseguiram restabelecer o contacto com o satélite angolano, através de sinais de telemetria enviados do aparelho. A informação foi, igualmente, certificada por uma fonte da indústria de voo espacial.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação