Caso Manuel Vicente: Executivo prepara sanções económicas a Portugal
16-01-2018 | Fonte: JN
O Governo angolano está a preparar um pacote de sanções económicas a aplicar a Portugal, que pode incluir uma redução significativa das importações, no por causa do processo judicial que envolve o ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente, noticia o “Jornal de Negócios”, na sua edição desta terça-feira.
 
Luanda acusa Portugal de não respeitar os acordos bilaterais e multilaterais da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) ao ter rejeitado a transferência do processo que envolve o ex-governante para Angola. O líder angolano considera que esta recusa por parte de Portugal é uma “ofensa” e deixou o aviso de que esta terá efeitos nas relações bilaterais.
 
Entre as medidas de retaliação que Angola está a estudar encontram-se a diminuição das compras de Angola a empresas portuguesas, para privilegiar outros países como Espanha ou Itália. A medida pode colocar em dificuldades as mais de cinco mil empresas nacional que comercializam os seus produtos neste país. Entre janeiro e setembro, as exportações portuguesas para Angola atingiram 1,3 mil milhões de euros.
 
Há ainda a possibilidade de o Governo angolano avançar com o veto ao acesso de empresas portuguesas a concursos e empreitadas lançadas por Angola, a colocação de dificuldades no repatriamento de capitais e a imposição de limites de atividade aos bancos com capitais portugueses a operar em Angola.
 
O início do julgamento está marcado para o próximo dia 22 de janeiro, no Tribunal Judicial de Lisboa. Manuel Vicente está acusado de ter pago 760 mil euros a Orlando Figueiredo, quando este era procurador do Ministério Público no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), para obter decisões favoráveis em outros processos em que estava envolvido.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação