Presidente da República chega à Davos para Fórum Económico Mundial
22-01-2018 | Fonte: Angop
O Presidente da República, João Lourenço, desembarca na tarde de segunda-feira, em Zurique, Suíça, de onde segue, em cortejo automóvel, de cerca de três horas, para a estância turística de Davos, para participar na 48ª edição do Fórum Económico Mundial (FEM), a decorrer de terça a sexta-feira.
 
Trata-se da primeira viagem europeia do chefe de Estado angolano e participação, como convidado, num fórum internacional desta dimensão, desde que foi investido no cargo, em Setembro passado.
 
Em Zurique encontram-se já os ministros das Relações Exteriores, Manuel Augusto e  dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, aos quais se vão juntar o ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior e os titulares da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca e da Energia e Águas, João Baptista Borges.
 
Terça-feira, o presidente João Lourenço discursa no painel dedicado ao tema “Acelerar o Acesso à Energia em África”, a ter lugar a seguir à cerimónia oficial de abertura do Fórum, para além de responder a perguntas que lhe serão colocadas pelos participantes.
 
Em declarações à imprensa angolana, Manuel Augusto justificou a escolha do tema para o discurso do presidente João Lourenço pelo facto de a energia estar ligada à vida, ao desenvolvimento e ao progresso.
 
“O presidente da República vai participar nesse painel para exprimir as suas ideias, informar dos esforços que estão a ser feitos em Angola nesse sentido - um dos pilares para a estratégia de diversificação da economia - mas também para partilhar com outros parceiros as respectivas experiências”.
 
Esta será a primeira participação de Angola no Fórum de Davos, ao mais alto nível, razão porque o ministro atribui grande expectativa à presença do presidente da República, sobretudo entre os parceiros internacionais de Angola.
 
A confirmar isso, disse, está a lista de pedidos de audiências e encontros com o presidente João Lourenço, particularmente da parte de líderes de grandes corporações financeiras internacionais, que não especificou.
 
A ANGOP soube, entretanto, que entre essas personalidades figuram o presidente da Confederação Suíça, Alain Berset, o primeiro-ministro português, António Costa e a directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.
 
Comummente conhecido por Fórum de Davos, o FEM é uma Fundação, sem fins lucrativos, criado em 1971 e que promove encontros anuais entre líderes políticos, economistas, jornalistas e intelectuais de diversas partes do mundo. O seu fundador e presidente é o economista e empresário alemão Klaus Schwab.
 
O Fórum Económico Mundial é realizado, desde 1974, no final do mês de Janeiro de todos anos, num Resort de Desportos de Inverno, nos Alpes Suíços. É suportado por mais de mil empresas multinacionais, membros.
 
A instituição é membro observador no Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC).  
 
A presente edição vai decorrer sob a presidência de Børge Brende, ministro norueguês dos Negócios Estrangeiros, sob o lema “Criando um Futuro Partilhado num Mundo Desestruturado”.
 
A anterior realizou-se entre 17 e 20 de Janeiro de 2017, sob o lema “Liderança responsável e responsiva”.
 
 
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário