Nova era entre Angola e União Europeia?
08-02-2018 | Fonte: RFI
O antigo ministro das Relações Exteriores foi nomeado esta quarta-feira como embaixador de Angola na Bélgica. A escolha de Georges Chicoti "traduz uma vontade de Angola recomeçar uma nova fase nas relações com a União Europeia", garantiu à RFI uma fonte próxima ao ministério das Relações Exteriores de Angola.
 
O chefe de Estado de Angola, João Lourenço, exonerou esta quarta-feira nove embaixadores de Angola junto da Organização das Nações Unidas, no Botswana, no Japão, no Quénia, na Bélgica, em França, na China, Áustria e junto do Escritório das Nações Unidas em Genebra e Organizações Internacionais.
 
Dois ex-ministros em Bruxelas e Paris
 
O antigo responsável pela diplomacia foi nomeado embaixador de Angola na Bélgica. A escolha de Georges Chicoty "traduz uma vontade de Angola recomeçar uma nova fase nas relações com a União Europeia", garantiu à RFI uma fonte próxima ao ministério das Relações Exteriores de Angola.
 
Outro antigo ministro das relações Exteriores, João Bernardo de Miranda, foi designado embaixador de Angola em França. Até aqui governador da província do Bengo, João Bernardo Miranda substitui Miguel Costa no cargo há quase dez anos.
 
Margarida de Jesus dos Reis Ferreira, até aqui na Áustria, foi apontada como embaixadora na Representação Permanente junto da organização das Nações Unidas em Nova Iorque. Margarida de Jesus dos Reis Ferreira substitui no cargo Ismael Gaspar Martins que deve ser apontado como embaixador em Londres.
 
Foram ainda apontados os embaixadores da China, São Tomé e Príncipe, Genebra e Organizações Internacionais, África do Sul, Espanha, Botsuana e Nairobi. Os embaixadores tomaram posse esta tarde. 
 
O presidente angolano assinou um despacho a nomear interinamente Domingos Guilherme, actual vice-governador, como governador da província do Bengo. Novas exonerações devem vir a acontecer nos próximos dias.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação