General Kopelipa investigado por branqueamento de capitais em Portugal
04-03-2018 | Fonte: VOA
Segundo a imprensa portuguesa, o general angolano Manuel Hélder Vieira Dias (Kopelipa) está a ser investigado pelo Ministério Público por suspeitas de branqueamento de 402 milhões de euros em Portugal, o equivalente a cerca de 494,3 milhões de dólares.
 
O Jornal Económico, citando o Correio da Manhã, escreve que em causa podem estar "cerca de 160 operações financeiras em euros e dólares para contas e 'offshores' de vários bancos diferentes", operações essas referentes ao período de Setembro de 2006 e Fevereiro de 2013.
 
Os valores relativos a essas operações correspondem, de acordo com documentos a que o Correio da Manhã teve acesso e citados pelos Jornal Económico, a 304,4 milhões de euros (374,297 milhões de dólares) - que terão entrado em contas de sociedades offshores no BES e no BCP - e, 97,7 milhões de euros (120,1 milhões de dólares) em contas pessoais no BCP, no Banco Privado Atlântico - Europa, no BES e no BIG.
 
Aqueles jornais recordam que este caso tinha sido investigado em 2014, mas posteriormente arquivado. A reabertura da investigação, por parte do Ministério Público, foi justificada por não ser "possível identificar a origem inicial do dinheiro", escreve o Jornal Económico.
 
Citado pelo Correio da Manhã, o advogado do general Kopelipa, Paulo Blanco, argumentou que a maioria das operações supracitadas destinaram-se "a pagar mercadorias, equipamentos e serviços a fornecedores no exterior de Angola, designadamente em Portugal”.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário