MPLA terá de reflectir preparação das autarquias
04-03-2018 | Fonte: Angop
O MPLA vai ter de fazer uma reflexão profunda de como se vai preparar para as autarquias ao definir quem será o candidato do partido que irá concorrer em cada uma das circunscrições.
 
Esta afirmação é do secretário do Bureau Político para a informação, Roberto Garcia, quando neste fim de semana apresentava em Menongue, a agenda política do MPLA para o ano 2018.
 
De acordo com o político, a prepação dos autarcas e dos líderes das comunidades deve ser bem-feita,e neste contexto torna-se necessário explicar qual é a base ideológica do partido maioritário em Angola.
 
Argumentou, que o candidato a autarca tem de ser alguém que goze, de facto,de popularidade numa  determinada comunidade, seja respeitado e sirva de exemplo em função do seu comportamento.
 
Norberto Garcia referiu que o MPLA encara este desafio com grande responsabilidade na selecção dos militantes que irão concorrer para  as eleições  autárquicas.
 
Realçou que o partido tem documentos reitores  como deve olhar para a vigilância comunitária, no sentido de trabalhar sobre a questão da criminalidade e a vida geral das comunidades.
 
Apontou como tarefas a levar a cabo, a criação de boletins informativos para que os militantes tenham conhecimento das acções executadas pelo partido, bem como fazer o uso devido das redes sociais com vista a se prestar uma informação  veridica.
 
Avançou que para o Cuando Cubango é preciso fazer um diagnóstico sobre a exploração da madeira e outros recursos naturais que a província possui no sentido de trazer para a região investidores estrangeiros que trabalhem em parceria com os locais.
 
 Defendeu a necessidade de se definir os limites territoriais dos municípios do país, uma vez que o Cuando Cubango tem circunscrições muito extensas, com vista a facilitar a implementação gradual das autarquias.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário