Subprocurador que notificou Nunda tem "raiva dos generais"
03-04-2018 | Fonte: NJ
O general Bento dos Santos, "Kangamba", juntou-se ao coro de protestos contra a divulgação pública, pela Procuradoria-Geral da República, do nome do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, general Nunda, como um dos arguidos no caso do falso fundo tailandês de 50 mil milhões de dólares. Para Kangamba, "um civil qualquer" não deveria assumir esse papel.
 
 
Num vídeo que já soma milhares de visualizações nas redes sociais, o também empresário e membro do Comité Central do MPLA não poupa críticas ao subprocurador da República que anunciou, na semana passada, a constituição do general Nunda como arguido.
 
 
"Um civil qualquer já anuncia detenção de general, já anuncia general arguido, não pode ser assim", diz Kangamba, que também aponta o dedo às "pessoas que lhe mandaram".
 
 
"Eu não conheço, não sei quem é, mas se falou aquilo dentro da comunicação social, se chamou a conferência de imprensa para falar dos arguidos, ele foi mandado. Mas as pessoas que lhe mandaram tinham de lhe preparar", diz o general na reserva, para quem "não podemos funcionar assim".
 
 
"Conforme explicou vê-se que tem raiva dos generais, tem raiva das pessoas", continua Kangamba na mensagem, aproveitando ainda para partilhar o seu entendimento do poder.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário