Empresária angolano investigado por crimes de burla e tráfico de seres humanos
07-04-2018 | Fonte: RTP
A Polícia Judiciária investiga Silvestre Tulumba por alegados crimes de burla e tráfico de seres humanos.  As vítimas são altos quadros da construção civil recrutados em Portugal para trabalharem em obras públicas angolanas ganhas pela empresa de Tulumba, a IMOSUL.
 
De acordo com os lesados, que hoje vivem situações dramáticas, o empresário angolano de 37 anos terá conseguido ganhar diversos concursos públicos em Angola por ser conhecido como sobrinho-neto de um general que, durante 19 anos, assumiu diversos cargos políticos relevantes na presidência de José Eduardo dos Santos.
 
Os portugueses, que se dizem alvo de exploração, garantem nunca ter visto uma obra terminada, o que também se prova por imagens satélite captadas ainda hoje.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário