Brent a caminho dos 80 USD?
21-04-2018 | Fonte: Expansão
A cotação do Brent tem ajudado as contas públicas dos produtores de petróleo. Os países da OPEP terão ganhado por dia mais 400 milhões USD no 1.º trimestre (face a igual período de 2017) devido aos preços mais elevados do crude.
 
A OPEP e alguns parceiros, incluindo a Rússia, deverão discutir esta semana formas de prolongar a sua actual cooperação que poderão ir além do actual acordo de cortes de produção de petróleo que visa reequilibrar o mercado mundial. Estas poderão incluir novas metas para o nível de existências de crude e a criação de bases para um acordo que poderá durar vários anos. 
 
No entanto, quaisquer recomendações que saírem desta reunião, agendada para o dia 20 na Arábia Saudita, terão que ser ratificadas pelos 24 países que fazem parte do acordo numa reunião posterior a ter lugar em Junho. 
 
A Arábia Saudita tem referido que os cortes de produção deverão continuar até pelo menos o prazo actual (final de 2018), mas que poderão estender-se para 2019. De acordo com o ministro da Energia do país, isto é necessário para garantir o equilíbrio no mercado e que o preço seja suficientemente atractivo para a indústria petrolífera continuar a investir no sector. Algumas fontes sugerem que a Arábia Saudita ambiciona que o preço do Brent atinja os 80 USD de modo a ajudar a cobrir gastos públicos previstos e a atrair investidores para o IPO da sua empresa petrolífera estatal. 
 
 
A cotação do Brent, que esta semana ultrapassou os 74 USD, tem ajudado as contas públicas dos países produtores de petróleo. Segundo estimativas da Agência Internacional de Energia, os países da OPEP terão ganho diariamente mais 400 milhões USD no primeiro trimestre (face a igual período de 2017) devido aos preços mais elevados do crude.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário