Fraco saneamento impossibilita combate à malária no Cazenga
09-06-2018 | Fonte: Angop
O défice saneamento básico que se verifica a nível do município do Cazenga, em Luanda, tem impossibilitado as acções para o combate à malária, disse o director local da saúde, Zola Messo.

Segundo o responsável, em declarações à Angop, apesar desta situação, trabalhos têm sido feitos para a redução desta patologia na municipalidade.

" Temos um problema sério de saneamento básico e isso influencia bastante na questão do diagnostico da malária, porque se registam casos constantes em todas as unidades do município", disse.

Neste momento, prosseguiu, existe uma brigada de luta anti-vectorial que trabalha em toda a extensão do município, principalmente em locais considerados de maior risco.

Segundo Zola Messo, a direcção da saúde continua a distribuir as redes mosquiteiras, principalmente para mulheres grávidas e às famílias com crianças menores de cinco anos de idade.

Sem adiantar números de casos diagnósticos nos últimos meses, explicou que as unidades sanitárias existentes no Cazenga “vão dando alguma resposta. Não é o desejado, porque as pessoas ainda continuam a percorrer longas distâncias a procura de assistência médica".

Cazenga , um dos nove municípios da província de Luanda, conta com seis distritos urbanos, Tala-Hadi, Hoji ya Henda, Cazenga, 11 de Novembro, Kima-kieza e Calwenda.
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação