PGR exonera Director da DNIAP - ANGONOTÍCIAS
PGR exonera Director da DNIAP
10-06-2018 | Fonte: O País
Em causa está um processo disciplinar que lhe terá sido instaurado pelo facto de ter divulgado, em conferência de imprensa, nomes de algumas figuras supostamente implicadas no caso “Burla tailandesa”.
 
O procurador-geral da República, Hélder Pitta Grós, exonerou na Sexta-feira, 8, o sub-procuradorgeral da República Luís Ferreira Benza Zanga, transferido-o de seguida para a província de Cabinda, soube O PAÍS de fonte ligada a esta instituição. A exoneração de Luís Benza Zanga, que foi o director da Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), está a ser interpretada no seio dos administradores da justiça como sendo o resultado de um processo disciplinar instaurado contra si e anunciado publicamente, em Abril, por Hélder Pitta Grós.
 
Segundo a fonte deste jornal, o processo foi-lhe instaurado como medida disciplinar pelo facto de ter divulgado em conferência de imprensa nomes de altas figuras das Forças Armadas Angolanas(FAA) supostamente envolvidas no caso “Burla Tailandesa”. Entre os acusados constava o nome do ex-chefe do Estado Maior General das FAA(EMG/FAA), general Geraldo Sachipengo Nunda, além de outros oficiais superiores, estando alguns já reformados.
 
 
O procurador-geral da República, neste mesmo período, admitiu ter sido um erro a divulgação do nome do então chefe de Estado-Maior das FAA, constituído arguido, sem este ter sido antes notificado.
 
 
Para além do general Sachipengo Nunda, constavam também os nomes de Belarmino Van-Dúnem, antigo director da Agência para a Promoção do Investimento e Exportação (APIEX), e Norberto Garcia, ex-director da Unidade Técnica de Investimento Privado (UTIP).
 
 
Luís Ferreira Benza Zanga estava no cargo havia cerca de cinco meses e veio transferido da Procuradoria Geral da República da província do Cuando Cubango, onde exerceu o cargo de subprocurador-geral da República.
 
 
Contactado para comentar este assunto, o porta-voz da Procuradoria Geral da República, Gilberto Mizalaque, disse tratar-se de uma movimentação normal de quadros, não sendo o jurista Benza Zanga o único quadro do sector movimentado.
 
 
Informou que foram mexidos mais de 20 quadros pelo Conselho Superior da Magistratura Judicial, cuja tomada de posse está marcada para esta Terça-feira.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário