Engenho explosivo desactivado no Nzeto, Zaire
17-07-2018 | Fonte: NJ
Um engenho explosivo foi detonado, na manhã desta terça-feira, pelos efectivos da 9ª Brigada de Desminagem das Forças Armadas Angolanas (FAA), na zona urbana da vila piscatória do Nzeto, província do Zaire, junto às instalações do Banco Sol.
 
Segundo declarações do segundo comandante da 9ª Brigada de Desminagem das FAA no Nzeto, tenente-coronel Santos Mateus Isaac, à imprensa, a bomba artesanal foi detonada por volta das 9:00.
 
"Pelas características do engenho, trata-se de uma bomba artesanal, pois encontrava-se no interior de um saco preto e ao lado havia alguns artefactos como um objecto em forma de um telefone celular e um carro brinquedo, tudo conectado entre si através de fios", referiu.
 
"Foram consumidos mais de 40 minutos para desactivar este engenho que provocaria desgraça entre os munícipes do Nzeto. Agora, espera-se que as entidades de direito façam um estudo profundo para se detectar os presumíveis autores desta acção que culminaria em tragédia já que a bomba foi encontrada numa zona mais frequentada por munícipes", acrescentou.
 
 
Já o comandante municipal do Nzeto da Polícia Nacional, intendente Bruno Artur, em declarações à Angop, disse que a sua corporação, "em parceria com outros órgãos, tudo fará para identificar os autores desta acção criminosa para serem responsabilizados".
 
 
"Não se trata de uma acção protagonizada por menores de idade, mas de um acto arquitectado por adultos. Temos de trabalhar para encontrar os prevaricadores para serem levados à justiça", garantiu.
 
 
No mesmo local foi ainda encontrado um esboço com a localização da sede da administração municipal do Nzeto, da dependência do Banco Sol e da estrada de acesso ao cemitério local.
 
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação