1º de Agosto ganha na revira volta num jogo sofrível
28-07-2018 | Fonte: Angop
Golos de Geraldo e Bobó aos 89 minutos e no tempo extra foram preponderantes no triunfo de 2-1 do 1º de Agosto, hoje no estádio 11 de Novembro, em Luanda, diante do Zesco United da Zâmbia, para a quarta jornada (grupo D) da liga dos campeões africanos em futebol.
 
Este triunfo que homenageia o treinador Nicola Berardineli, falecido no passado domingo em Portugal que deu o primeiro titulo a equipa militar, coloca os angolanos provisoriamente em segundo lugar, uma posição privilegiada para se apurar para os quartos de final desta prova, caso o Mbambane da Swazilandia perca hoje na Tunísia.
 
O jogo entre os dois conjuntos, que entraram para este confronto em igualdade pontual (dois) começou a ser disputado com algumas cautelas, para analisar o comportamento de cada um nos primeiros minutos.
 
Após terem jogado na semana passada para a terceira e última jornada da primeira volta, no qual empataram a nulo em terras zambianas, os intervenientes tinham a obrigação de vencer nesta ronda para então pensarem no apuramento para os quartos-de-final desta principal competição continental a nível de clubes.
 
 
 Quando o cronómetro assinalava 17 minutos, o Zesco criou uma situação perigosa junto da baliza do 1º de Agosto, mas o remate não teve a direcção certa.
 
 
A partir do vigésimo minuto, a equipa militar instalou-se no meio campo dos forasteiros, com sucessivos remates a baliza do guarda-redes Bantia, mas sem êxitos.
 
 
Aos 21 minutos, Razaq em voo cabeceou forte, mas a bola passou de rentinha ao travessão da baliza do campeão zambiano.
 
 
A passagem do 27º minuto, Mongo tentou enganar o guarda-redes do Zesco Unitd, mas a bola bateu nas malhas laterais.
 
 
Este resultado nulo que não interessava as duas equipas foi até ao intervalo.    
 
 
No reatamento após o descanso obrigatório, os dois técnicos voltaram apostar no onze inicial sem qualquer alteração.
 
 
Aos 47 minutos, uma jogada de contra ataque da equipa visitante quase surtiu em golo, se não fosse a pronta intervenção de Paizo, com o guarda-redes Tony que quase provocou uma grande penalidade quando tentava impedir a progressão do avançado do Zesco Unitd.
 
 
O 1º de Agosto esteve perto do golo quando Mongo rematou forte fora da área, mas a bola foi travada pelo esquerdo da equipa zambiana.
 
 
Zoran Mack, técnico que orienta o 1º de Agosto, ao notar uma fraca produtividade no ataque da sua equipa, fez duas substituições em simultânea com o objectivo de desfazer o empate nulo que não interessava aos campeões nacionais.
 
 
Aos 59 minutos o guarda-redes do Zesco impediu que a sua baliza fosse violada, na sequência de um remate de cabeça de Razaq, num cruzamento que partiu dos pés de Geraldo.
 
 
Contra todas previsões, o Zesco inaugurou o marcador, aos 69 minutos, por intermedio de de Chinguandu, com um remate forte fora da área, que beneficiou uma perda de bola de Bua.
 
 
Já na ponta final do tempo regulamentar, aos 89 minutos, o 1º de Agosto chegou ao empate por Geraldo, na sequência de um cruzamento de Mongo, para os festejos dos adeptos presentes no estádio.
 
 
O 1º de Agosto já aos 90+7 desfez o empate com um cabeceamento do Bobó na recepção de um cruzamento de Geraldo para o delírio nas bancadas e na tribuna vip.
 
 
Com este resultado, os angolanos somam agora cinco pontos, em segundo lugar, menos dois que o representante tunisino, que lidera o grupo.
 
 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação