Morreu Kofi Annan, antigo secretário-geral da ONU e Nobel da Paz
18-08-2018 | Fonte: JN

Kofi Annan, antigo secretário-geral da ONU, morreu este sábado, 18 de Agosto, na Suíça. A notícia foi confirmada pela Fundação Kofi Annan, num comunicado em que revela que o diplomara esteve acompanhado pela sua mulher e pelos três filhos nos últimos dias de vida.


"É com tristeza imensa que a família Annan e a Fundação Kofi Annan anunciam que Kofi Annan, antigo secretário-geral das Nações Unidas e Prémio Nobel da Paz, morreu pacificamente no sábado 18 de Agosto após uma curta doença", revela o comunicado, que foi partilhado na conta de Annan no Twitter.


A Fundação Kofi Annan recorda-o como alguém que, durante a sua carreira e liderança das Nações Unidas, "foi um defensor ardente da paz, desenvolvimento sustentável, dos direitos humanos e da justiça".


"Kofi Annan era um estadista global e um internacionalista profundamente empenhado que lutou ao longo da sua vida por um mundo mais justo e mais pacífico", escreve Fundação com o seu nome, que enfatizando que Annan "tocou muitas pessoas com a sua profunda compaixão e empatia" e que "colocava os interesses dos outros sempre à frente e emanava uma bondade genuína em tudo o que fazia".


Nascido em Kumasi, no actual Gana, a 8 de Abril de 1938, Kofi Annan foi secretário-geral da ONU entre 1997 e 2006, tendo recebido o Prémio Nobel da Paz em 2001, numa distinção partilhada com as próprias Nações Unidas.


O actual secretário-geral das ONU, o português António Guterres, lembrou Kofi Annan como "uma força que guiou o bem".

"De muitas maneiras, Kofi Annan encarnou as Nações Unidas. Ele dirigiu a organização, no novo milénio, com dignidade e uma determinação inigualável", afirma António Guterres, em comunicado.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação