FAF sem dinheiro para bilhetes
30-08-2018 | Fonte: JD

As dificuldades financeiras por que passa a Federação Angolana de Futebol (FAF) podem impedir a selecção nacional de defrontar o Botsuana, no próximo dia 9 de Setembro, no estádio 11 de Novembro, em Luanda, com os jogadores que actuam nos diferentes campeonatos europeus, revelou ao Jornal dos Desportos uma fonte segura.


A FAF, através do porta-voz Daniel Mendes, não aceitou confirmar essa informação, porém, assegurou que a direcção da federação está a fazer pela vida, para trazer todos os atletas da diáspora, que o técnico Srdjan Vasiljevic convocar. \"Neste momento em que vos falo, estamos a fazer todos os possíveis para ter os jogadores, estamos a bater várias portas para conseguir alcançar esse objectivo\", garantiu.


O Jornal dos Desportos sabe que a FAF ainda não conseguiu comprar os bilhetes de passagens dos internacionais que actuam na Europa, tampouco cumpriu com o regulamento da FIFA, que orienta as federações para que informem ao clube do atleta convocado, \"por escrito, do plano de ida e volta do jogador dez dias antes do jogo\".


Embora tenha passado ao largo desse dado em nossa posse, Daniel Mendes preferiu valorizar o esforço que a federação está a fazer para reverter tudo à seu favor.


\"Ainda temos tempo para tentar resolver esta situação, estamos a tentar arranjar soluções, vamos ver se conseguimos jogar até aos 95 minutos\", mostrou-se esperançado.


A ambição da FAF é conseguir bilhetes para todos os convocados, mas Daniel Mendes deixou ler nas entrelinhas. que as coisas não estão a ser fáceis.


\"Acho que todos nós estamos conscientes do que está a se passar, mas é possível que podem não vir todos, alguns podem vir\", vaticinou.


Em tempo útil, as convocatórias foram enviados para os respectivos clubes, porém, o porta-voz da FAF afirmou que o \"sim\" dos atletas pode ser frustrado pela falta de dinheiro.


\"Há de facto, este grande interesse dos jogadores em virem representar à selecção, só há esta dificuldade financeira a atrapalhar a vinda deles\", esclareceu.


O seleccionador Vasiljevic já sabe que a FAF está com os cofres vazios, mas ainda não tomou a decisão de contar ou não com a legião estrangeira.


\"Todos sabem das nossas dificuldades financeiras, é uma informação de domínio comum\", resumiu Daniel Mendes.


Ontem foi anulada a conferência de imprensa, em que seriam anunciados os convocados para o jogo diante do Botswana, referente à segunda jornada do Grupo I de apuramento ao CAN 2019, nos Camarões, mas o porta-voz garantiu a prontidão da federação em tentar encontrar os meios termos propostos por Vasiljevic.


\"Vamos agir de acordo com a soluções que ele (seleccionador nacional) indicar\", rematou. O Jornal dos Desportos sabe que o momento financeiro é tão crítico, que está na origem do atraso salarial dos trabalhadores da FAF. Consta que já dura há 3 meses. Sem ver luz no fundo do túnel, a federação só conta com a prontidão do Canal de televisão Zap, consta que é o único patrocinador que tem dado o seu contributo financeiro a tempo e hora.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação