Banco Postal vai expandir os serviços a nível nacional
26-09-2018 | Fonte: Angop

Cerca de 18 mil milhões de kwanzas (AKz) é o valor que o Banco Postal pretende investir para a abertura de novos pontos de atendimento (Xikila Money) nas 16 províncias do país em falta, informou hoje o presidente do conselho de administração, João Freire.


O Banco Postal de Angola, através do “Xikila Money”, já investiu AKz 10.5 mil milhões, e actualmente funciona, apenas, nas províncias de Luanda e Huambo.


João Freire, que falava à imprensa na 3ª edição do fórum Postal da Manhã, a decorrer sob o tema “ Inclusão Financeira, um direito fundamental”, disse estarem empenhados em conceder personalidade financeira à população angolana através dos serviços de proximidade (quiosques Xikila Money).


O responsável, que não apontou o número de balcões que pretendem, afirmou que a formalização da economia vai aumentar a arrecadação de receitas aos cofres do Estado, através da cobrança de impostos.


Afirmou que com este investimento, que se pretende fazer até 2023, e com os rendimentos que o banco vai gerar, ser possível atingir os objectivos visados para dar cobertura a nível nacional e à inclusão financeira de 62 por cento da população angolana.


Explicou que já estão a ser feitas visitas de campo e estudo nas províncias de Cabinda e Huíla para a abertura de novos pontos de atendimento (Xikila Money).


O Banco Postal tem dois anos de existência, começou a actividade do Xikila Money desde Março de 2017 e tem 267 mil clientes. Diariamente são abertas cerca de 750 contas e já efectuou cerca de um milhão de transacções, sendo mais de 900/ dia.


Em relação ao micro crédito, fez saber que 300 milhões de créditos foram concedidos em três meses de operação, tendo posteriormente afirmado que está a facilitar o comércio empresarial na efectivação dos seus negócios.


Afirmou que diariamente aumentam o número de clientes que solicitam a concessão de micro crédito, cuja taxa de retorno tem sido positiva devido ao cumprimento dos clientes, tendo justificado que o melhor crédito deve ser feito aos negócios que já existem.


Considerou o crédito, uma das soluções para desenvolver qualquer economia e apontou os serviços tecnológicos, os de operação de telecomunicação, entre outros serviços constarem dos desafios do Banco Postal de Angola.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário