Novo modelo evita conflito de interesses no sector petrolífero
10-10-2018 | Fonte: Angop

O novo modelo de reajustamento da organização do sector petrolífero pretende conferir maior eficiência à Sonangol e eliminar conflitos de interesse, declarou em Luanda, o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo.

O ministro falava num encontro em que a Comissão Instaladora da Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANPG) apresentou às operadoras o referido modelo de reajustamento da organização do sector petrolífero.

Diamantino Azevedo explicou tratar-se de acções coordenadas, que fazem parte da estratégia do Executivo para o sector de petróleos e que não criarão obstáculos às empresas”.

Referiu que enquanto se passa a função concessionária da Sonangol para a ANPG, a companhia petrolífera nacional desencadeará igualmente o seu programa de regeneração, a fim de se focar no seu “core business” que é a cadeia petrolífera do “upstream” ao “downstream”.

Tal processo, segundo o ministro, levará a privatização de algumas empresas “non core” do grupo Sonangol e ainda a privatização parcial, no futuro, da Sonangol, com acções cotadas em bolsa de valores.

“É o que se passa hoje com as grandes companhias petrolíferas mundiais”, explicou.

Além do ministro, participaram do encontro o secretário de Estado dos Petróleos, Jerónimo Paulino, o presidente da Sonangol, Carlos Saturnino, e representantes das petrolíferas que actuam no país.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação
Foto-Destaque
Foto-Destaque
Questionário