Trinta empresas nacionais em exposição continental
16-10-2018 | Fonte: JA

Mais de 30 empresas nacionais representam Angola na I Feira Intra-africana que tem lugar de 10 a 17 de Dezembro no Cairo, Egipto, anunciou ontem, em Luanda, o presidente da Comunidade das Empresas Exportadoras e Internacionalizadas de Angola (CEEIA), Agostinho Capaia.


A feira é promovida pela União Africana, o Afreximbank, um banco continental de apoio às importações e exportações, e é apoiada pelo Governo de Angola, afirmou Agostinho Capaia na abertura de um seminário de Formação em Empreendedorismo, que decorre até sábado.


A organização do certame reservou para Angola um pavilhão com capacidade para instalar 30 empresas expositoras e espaços para instituições não expositoras que queiram participar na feira, durante a qual o Afriximbank está a disponibilizar 25 mil milhões de dólares para o investimentos em África, em vários sectores de produção, acrescentou a fonte.


Agostinho Capaia considerou que a realização da feira constitui uma oportunidade para Angola divulgar o seu potencial de produção, numa fase em que os países africanos têm debatido as formas de aumentarem a produção nacional, a capacidade das empresas e o fomento das exportações.


As empresas africanas, disse Agostinho Capaia, devem concentrar os seus investimentos na transformação dos recursos naturais para, cada vez mais, ser o continente a criar valor sobre os seus produtos.O presidente da CEEIA sublinhou que a diplomacia angolana tem-se fortificado nos últimos meses e que o apelo do Executivo à captação de investimento de empresários nacionais e internacionais tem sido correspondido.

Acção formativa


O seminário de Formação em Empreendedorismo forma 30 participantes para o desenvolvimento dos seus perfis individuais de empreendedores, promovendo e motivando a autoconfiança. A formação está inserida no Projecto ACOM - Apoio ao Comércio, financiado pela União Europeia, com o objectivo de reforçar a capacidade da diversificação económica, a exportação de produtos não-petrolíferos e a integração na economia regional e mundial.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação