Shoprite investe 560 milhões USD, Kero avança para Huambo, Maxi cresce em Luanda
19-10-2018 | Fonte: Jornal Mercado

A Shoprite vai investir cerca de 560 milhões USD na expansão da sua rede de lojas em todo o País, revela o trading manager, Eduardo Cussendala. A cadeia de origem sul africana tem actualmente 31 lojas em 13 províncias, e tem como meta atingir as 50 superfícies até 2020.


A companhia prevê inaugurar a sua primeira superfície no Luena, Moxico, já em Dezembro, e ‘estrear-se’ igualmente em Cabinda, também entre Dezembro deste ano e Fevereiro de 2019.


Em Janeiro do próximo ano, avança o responsável comercial, a insígnia deverá chegar ainda ao Mbanza Congo, província do Zaire, seguindo-se uma outra loja no Bengo. De acordo com Eduardo Cussendala, o plano de investimentos da empresa vai ser feito “com recurso a capitais próprios”, prevendo-se que, com o crescimento, a Shoprite passe dos actuais 120 para 200 fornecedores nacionais. Para o trading manager da cadeia, a concorrência no retalho é “salutar” e o País continua a ter “muito espaço para o surgimento de novos operadores”, beneficiando o sector e, sobretudo, os consumidores, que terão assim acesso a mais escolha, melhores preços e qualidade reforçada.


O responsável garante que a empresa vai continuar a apostar numa estratégia de preço, e explica que o facto de o grupo ter escala lhe dá “vantagem” perante os concorrentes. “O ‘segredo é comprarmos a grosso, pelo nossa dimensão temos maior capacidade de compra e de negociação face aos outros operadores”, reforça.


Maxi abre lojas em Viana e no centro de Luanda


Também a Maxi tem planos de expansão da sua rede, actualmente composta por um total de 15 lojas. Sem avançar valores de investimento, o director Comercial, João Nunes, revela que a empresa do Grupo Teixeira Duarte vai inaugurar uma nova loja na Via Expresso ainda este ano, e outra na mesma zona, no próximo, sem precisar as localizações. Também em 2019, a Maxi vai abrir uma nova loja no centro de Luanda.


Kero chega ao Huambo ainda este ano


Já o Kero, que iniciou actividade no final de 2010 no Nova Vida, arredores de Luanda, tem actualmente 12 superfícies, incluindo sete hipermercados e dois supermercados em Luanda, e lojas em Benguela, Lobito e Lubango, e prepara-se para abrir o seu primeiro espaço no Huambo, no próximo mês, segundo fonte oficial da empresa.

Prioridade do Candando é Luanda

O Candando arrancou em 2016, no Morro Bento, e está entretanto em Talatona e Viana. A fonte oficial contactada pelo Mercado não revela os planos de expansão da cadeia, ainda que avance que “nesta fase a prioridade é a capital do País”. “Acreditamos no desenvolvimento económico futuro do País, e no crescimento do nível médio de vida da sua população. O Candando é uma empresa 100% angolana e acredita que pode ajudar nesse desenvolvimento”, conclui.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação