Governo quer manter produção petrolífera até 2022
22-10-2018 | Fonte: Jornal Mercado

O sector petrolífero vai trabalhar até ao final da legislatura 2018-2022 para que a produção do petróleo não baixe a menos de um milhão e 400 mil barris/dia.


Para o efeito, Governo, através do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, tomou várias medidas, como a aprovação cinco leis para reverter a tendência de declínio da produção e fomentar a prospecção e exploração de alguns depósitos já descobertos e a simplificação nos procedimentos administrativo para facilitar os investimentos.


Segundo o ministro dos Recursos Naturais e Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, que falava na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, nas 1ª jornadas científicas técnicas sobre a metodologia da classificação e cálculos dos recursos minerais sólidos e hidrocarbonetos, existem algumas descobertas de gás não associado ao petróleo.


Por esta razão, disse, há a necessidade do desenvolvimento dos campos petrolíferos, uma vez que já existe uma legislação específica que torna seguro investimentos feitos na pesquisa e exploração.


Em relação ao sub-sector mineiro, referiu existir no País a exploração de diamantes, daí a necessidade de organizar o sector.


“Queremos que grande parte desta produção seja lapidada e polida no País o que requerer mais investimentos”, frisou.
Entretanto, defendeu a formação contínua de quadros para que os mesmos possam emprestar o seu saber no desenvolvimento do país.


Dizer que nas jornadas, com a duração de cinco dias, os participantes vão absorver conhecimentos sobre a metodologia da classificação e cálculo de reservas dos recursos minerais sólidos, os factores modificadores e as reservas minerais, métodos deterministas para estimativas de recursos e reservas minerais e a modelagem preliminar de recursos minerais.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação