Angola reduz produção de petróleo em 29 mil barris por dia
18-12-2018 | Fonte: Angop

Angola vai reduzir a sua produção de petróleo em 29 mil barris por dia a partir de Janeiro, ao abrigo da decisão saída da 175.ª conferência do cartel, realizada dias 6 e 7 de Dezembro corrente em Viena, Áustria, segundo informação oficial.


Carlos Saturnino, presidente da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), disse que aquela quantidade corresponde a cerca de 2,0% produção média diária estimada em 1,5 milhões de barris/dia, “uma diminuição pequena mais importante para manter sustentável os actuais níveis dos preços do petróleo.”


Saturnino, que prestava declarações à margem da assinatura de um memorando de entendimento com o grupo ExxonMobil para exploração de petróleo na bacia do Namibe, referiu ser intenção do cartel estabilizar o preço do barril de petróleo no intervalo entre 55 e 80 dólares.


Na reunião realizada em Viena, na qual Angola participou, a OPEP e os países não-membros decidiram cortar 1,2 milhão de barris/dia à produção actual, sendo 800 mil para os membros do cartel e 400 mil para os não-membros, com vista a estabilizar os preços no mercado internacional já a partir de Janeiro.


Essa decisão será mantida por um período inicial de seis meses, devendo ser avaliada em Abril de 2019, segundo a agência noticiosa Angop.


A produção angolana de petróleo em Novembro cifrou-se em 1,521 milhões de barris por dia (bpd) segundo fontes secundárias, um acréscimo mensal de 3000 bpd, segundo a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP).


O relatório mensal sobre o mercado petrolífero relativo a Dezembro informa ainda que, segundo a comunicação directa, a produção de Angola ascendeu a 1,417 milhões de bpd, número que revela uma quebra mensal de 40 mil bpd.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação