Angola e Portugal poderão ser “hubs” regionais para investimentos - Câmara de Comércio
22-01-2019 | Fonte: Jornal Mercado

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portugal-Angola considerou à agência Lusa, que o convénio que elimina a dupla tributação pode criar dois ‘hubs’ para investimentos dos parceiros regionais nestes dois países lusófonos.


“Esta relação entre Portugal e Angola assenta na capacidade de atrair investimento, e esta convenção é uma das pedras que é importante, porque se for conciliada com o reforço da linha da COSEC e com um futuro acordo de protecção de investimentos vai tornar Portugal muito atractivo para poder ser porta de entrada de investimento de outros países em Angola”, disse João Traça.

Em entrevista à Lusa a propósito da votação na Assembleia Nacional do diploma que elimina a dupla tributração entre os dois países, o advogado da Miranda & Associados explicou que “uma empresa alemã ou italiana, por optimização fiscal, poderá recorrer a uma parceria com uma empresa portugusa ou criar uma em Portugal para realizar investimentos em Angola, o que fará com que Portugal possa ser um ‘hub’ (centro) para o investimento em Angola”.


O contrário, acrescentou, também pode acontecer: “Angola pode ser um ‘hub’ para investimentos de outros países da região em Portugal” devido às condições fiscais vantajosas, concluiu o presidente da CCIPA.


A proposta, que já foi aprovada pelo Parlamento português na semana passada e discutida na especialidade na Assembleia Nacional, indo a votação final no parlamento angolano – passo que antecede a promulgação pelo Presidente da República de Angola, para entrar em vigor -, na terça-feira, pretende “desenvolver” as “relações económicas e reforçar a sua cooperação em matéria fiscal” entre os dois países.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação