INADEC revela que 21,8% das queixas em 2018 envolvem imóveis
18-03-2019 | Fonte: Jornal Mercado

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) registou, em 2018, mais de 1.600 reclamações, com maior incidência no sector imobiliário, que registou mais de 350 queixas, representando 21,8% do total de queixas, anunciou o chefe de departamento de apoio ao consumidor e resolução de litígios do INADEC, Wassamba Neto.


Em declarações ao Jornal de Angola, no âmbito do Dia Mundial dos Direitos do Consumidor celebrado na sexta-feira, Wassamba Neto disse que as reclamações do sector imobiliário estão ligadas essencialmente à questões de incumprimento contratual de pré-venda. Ou seja, cada vez mais os empreiteiros não cumprem os prazos estabelecidos e os clientes atrasam com os pagamentos.


Segundo Wassamba Neto, actualmente estão a ser analisados alguns processos para a resolução dos conflitos.
No mesmo período, a Associação Angolana dos Direitos do Consumidor (AADIC) registou mais de quatro mil denúncias, com maior destaque nos estabelecimentos comerciais, sobretudo, devido ao aumento de preços.


O INADEC celebrou o dia Mundial dos Direitos do Consumidor com a realização de palestras de sensibilização sobre os direitos do cidadão como consumidor final.


As palestras foram realizadas com estudantes do Instituto Médio Comercial de Luanda, do Colégio Elisângela Filomena e da Universidade Agostinho Neto.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação