CFM arrecada 200 milhões Kz em três meses
16-05-2019 | Fonte: Angop

O Caminhos-de-Ferro de Moçamedes (CFM) divulgaram os resultados da arrecadação de receitas referente ao primeiro trimestre de 2019 onde foi possível coletar pouco mais de 200 milhões Kz com a realização de 1035 viagens.


Em comunicado de imprensa a empresa revela que registou um aumento face ao trimestre anterior na ordem dos 28,2 milhões Kz, um crescimento das receitas em 15%. Deste valor o transporte de passageiros contribui com quase metade do arrecadado, ou seja, da venda de pouco mais de 333 mil bilhetes resultaram a arrecadação de 109,6 milhões Kz, um peso significativo nas contas da empresa.


Já a transportação de mercadorias foi responsável por mais de 110,4 milhões Kz, onde destacam o forte contributo da movimentação de mais de 49,3 mil toneladas de granito e gasóleo De acordo com documento o Caminho-de-Ferro de Moçâmedes arrecadou igualmente 932,4 mil Kz com a prestação de serviços de oficina.


A empresa tem como expectativas, a implementação de um sistema de informação digital nas estações, para apoio ao cliente, a instalação de sistemas para gestão e controlo do caís de mercadorias, a implementação do sistema de bilheteira nas estações do Dongo, Jamba, Cuvango, Cuchi, assim como a realização da segunda fase do processo de formação de quadros de caís e revisores nos municípios da Matala, Quipungo e Menongue.


O CFM faz as rotas passageiros Lubango/Menongue, mistos Lubango/Moçâmedes, Lubango/ Menongue e Lubango/Tchamutete, enquanto que as composições de carga trazem gasóleo do porto pesqueiro de Sacomar ao Lubango, assim como granito da comuna da Arimba/ Namibe, Namibe/Jamba e gás butano Sacomar/Menongue. O CFM estende-se por uma linha de 905 quilómetros do Namibe a Menongue, com 56 estações, passando pelo Lubango onde tem a sua sede.

 
Comentários
Quer Comentar?
Nome E-mail ou Localização
Comentário
Aceito as Regras de Participação